Em tempos de pandemia, como estamos vivendo hoje, campanhas de prevenção contra a gripe não só diminuem a incidência de casos de influenza (H1N1), como também facilitam o diagnóstico de um possível quadro de Covid-19.

O alerta é da médica pneumologista Karime Schelini ao enfatizar que a vacinação também ajuda na diferenciação entre a gripe e a Covid-19. “Fora a Covid-19, a sazonalidade do vírus da gripe começa a circular entre nós a partir de agora, período de inverno e, nesse momento de pandemia, é muito importante sabermos qual o acometimento viral que atinge o paciente. Se estiver vacinado contra a influenza, isso facilita o diagnóstico", explica.

Segundo ela, a vacina evita formas graves da infecção viral que pode causar febre, tosse e falta de ar, necessitando de internação. “O paciente vacinado contra H1N1 afasta o fenômeno inflamatório pulmonar, ou seja, traz mais segurança de pensar que não é uma gripe evoluindo para o comprometimento pulmonar grave, que pode acontecer. Assim como a Covid-19 e outras influenzas que acometem pneumonias graves”, frisa a especialista.

Karime recomenda a vacinação para o público-alvo e orienta um intervalo de 14 dias entre as vacinas, caso o paciente tenha sido vacinado contra a Covid-19. “Todas as pessoas que têm a possibilidade de vacinar contra a gripe devem tomar, essa é a recomendação, e lembrar do intervalo de 14 dias entre as doses, caso o paciente tenha sido imunizado contra o coronavírus”, conclui.

CAMPANHA PARA ADVOCACIA - A Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAA/MT) disponibilizou 6 mil doses da vacina para imunização contra a Influenza A e B, distribuídas para as 29 Subseções em todo o estado.

Advogados e advogadas adimplentes com a anuidade e regularmente inscritos na OAB/MT podem adquirir até 6 (seis) doses, uma para si e mais cinco ao seu núcleo familiar, ao custo de R$ 60,00 a unidade, até o dia 25 de abril, pelo site www.caamt.com.br. A data e local da vacinação serão definidos pela Subseção do inscrito.

O presidente da CAA/MT, Itallo Leite, destaca a preocupação da entidade com a saúde dos profissionais. “Estamos disponibilizando a vacina contra a influenza (H1N1) justamente para proteger os advogados e advogadas e facilitar o diagnóstico de uma possível contaminação de Covid-19”, disse.

Em relação à vacina contra a Covid-19, Itallo explica que a Coordenação Nacional das Caixas de Assistência dos Advogados (Concad), na qual ele é um dos diretores, tem feito um grande esforço para que a advocacia brasileira também tenha acesso o quanto antes. No entanto, dois grandes desafios têm dificultado a aquisição, como o valor das doses e a disponibilidade no mercado.

“As doses têm um valor altíssimo e não existe vacina disponível no mercado. Juntamente com o Conselho Federal da OAB, a OAB-MT e a Concad estamos buscando orçamentos e tentando viabilizar o acesso das doses o mais breve possível para toda a advocacia”, conclui Itallo.

Mais informações sobre a vacinação contra a gripe H1N1 no site: www.caamt.com.br .

 

*Atualizada  em 22/04/2021 às 15h17 

 

*Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal