A diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAA/MT) lamenta o falecimento do desembargador aposentado Munir Feguri (83). Ele foi a óbito nesta sexta-feira (31/12) em decorrência da atrofia multissistêmica (doença degenerativa autoimune). Ele deixa três filhos.

 

Munir foi presidente da OAB-MT na gestão de 1983-1985 e foi conselheiro da Seccional de Mato Grosso por 20 anos consecutivos. Entre 1985 e 1989 foi conselheiro federal da OAB, voltando à função em 1991, permanecendo até 1993. 

 

Na sua atuação enquanto advogado lutou pela criação do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, com sede em Cuiabá, e oito Juntas de Conciliação e Julgamento em Mato Grosso. 

 

Tomou posse como desembargador no dia 13 de agosto de 1992, pelo Quinto Constitucional. Em 1995 foi eleito presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, sendo o responsável por implantar o sistema eleitoral informatizado no Estado. 

 

Munir também foi eleito vice-presidente do TJMT no triênio 1999-2001, chegando a ocupar o cargo de presidente do Tribunal por alguns meses após o falecimento do então presidente Wandy Clait. 

 

Por fim, atuou como corregedor-geral da Justiça entre 2005 e 2007, aposentando-se no ano seguinte, em 2008, quando completou 70 anos. 

 

Neste momento de dor e grande tristeza, toda a diretoria da CAA/MT solidariza-se com a família e amigos enlutados e coloca-se à disposição para a prestação de quaisquer auxílios.